Dia: Abril 2, 2013

CNT (Espanha): novo secretário geral toma posse a 20 de Abril e secretariado permanente instala-se em Valladolid


pedro_serna

Enquanto que nas organizações sindicais autoritárias, com profissionais do sindicalismo e recebendo subvenções do Estado, os secretário gerais se eternizam e se transformam em autênticos bonzos, desligados da classe trabalhadora e impondo-lhes, de cima para baixo, as decisões tomadas por directórios partidários ou simplesmente compostos por gente que faz do sindicalismo a sua profissão, nos sindicatos libertários – como a CNT espanhola – as funções de gestão e coordenação são apenas de dois anos e são sempre desempenhadas por militantes que não recebem um cêntimo pelos cargos que desempenham.

A CNT reforça a sua aposta na mobilização e no apelo aos trabalhadores, organizações sindicais e movimentos sociais para lutarem contra os ataques à classe trabalhadora.

A CNT elegeu como novo secretário geral o companheiro Pedro Serna, de 38 anos, pedreiro, filiado no SOV de Valladolid, cidade onde permanecerá, neste novo período, o secretariado permanente do Comité Confederal.

A eleição foi por unanimidade no plenário confederal celebrado no passado dia 23 de Março em Madrid, concluídos que foram os dois anos de gestão do anterior secretariado, residente em Córdova, e que foi eleito no X Congresso Confederal.

A escolha de um novo secretariado permite que, de acordo com os princípios libertários da CNT, se faça a renovação e a rotação nos cargos de gestão,  que são ocupados pelos militantes, uma vez que a CNT pratica um sindicalismo sem sindicalistas profissionais nem subvenções.

No plenário confederal foram também tomadas importantes decisões para a mobilização durante 2013, reforçando a aposta pela luta na rua e nas empresas como única via para enfrentarmos as políticas do governo e do patronato, prestando especial atenção à luta contra a repressão.

Recordamos que nos últimos anos a CNT se tem centrado e tomado a iniciativa na mobilização e na luta nas ruas contra os ataque dirigidos à classe trabalhadora por um governo ao serviço do patronato e das instituições financeiras europeias. A CNT deliberou continuar com este apelo aos trabalhadores e a outras organizações sindicais e movimentos sociais para que lutem unidos.

O novo secretário geral tomará posse do cargo na reunião plenária do comité confederal prevista para o próximo dia 20 de Abril.

O Secretariado Pemanente do Comité Confederal da CNT

fonte: http://www.cnt.es/noticias/la-cnt-elige-nuevo-secretario-general-y-traslada-la-sede-de-su-secretariado-permanente-vall