Day: Junho 18, 2013

Polícia: bater, reprimir e matar não é trabalho!


É impossível olharmos para os acontecimentos da última semana no Brasil e na Turquia sem referir o papel da polícia nesses eventos.

 Numa sociedade democrática como aquela que querem fazer pensar que vivemos a polícia tem como missão “assegurar a liberdade democrática, garantir a segurança interna e o livre exercício dos direitos fundamentais dos cidadãos, bem como o normal funcionamento das instituições democráticas”, ora do meu ponto de vista apenas um dos quatro pontos referidos tem sido cumprido. A polícia proíbe a liberdade democrática, causa insegurança aos cidadãos, reprime o livre exercício dos direitos civis, e apenas garante o normal funcionamento das instituições democráticas, mas com um pequeno senão, essas instituições não são democráticas como se tem constatado.

É impossível a uma pessoa normal ver a atuação da polícia nos eventos da semana passada e não sentir o mínimo de repulsa ou aversão, para não falar de odio ao papel da polícia. Ora podem dizer que estão apenas a cumprir o seu dever, e que tem filhos para alimentar entre outras desculpas, mas vendo as coisas por esse prisma o ladrão ao roubar também faz o seu trabalho tal como o traficante de droga tem filhos para alimentar.

Bater, reprimir, e matar não é trabalho.

FL (recebido por email)

(Agenda) Lançamento do livro “Roteiros da Memória Urbana Setúbal – Marcas deixadas por libertários e afins ao longo do século XX”


setúbal

A “Casa da Cultura” de Setúbal vai ser palco este sábado para o lançamento  do livro “Roteiros da Memória Urbana Setúbal – Marcas deixadas por libertários e afins ao longo do século XX”, de João Freire e Maria Alexandre Lousada, com apresentação de Albérico Afonso, Luísa Tiago de Oliveira e Paulo Guimarães. Pelas 22 horas.