Day: Março 8, 2014

(Tomar) Início das comemorações dos 100 anos da União Operária Nacional, 1º central operária portuguesa


get_img (1)

Um grupo diversificado de dirigentes sindicais e de comissões de trabalhadores, pertencentes às duas centrais sindicais oficiais ou sem estarem filiados em nenhuma, vão assinalar os 100 anos da fundação da União Operária Nacional, em Tomar, já a partir de amanhã. Na altura, a UON foi formada por sindicalistas reformistas (vindos das associações socialistas) e por sindicalistas revolucionários (a maior parte anarquistas ou trabalhadores influenciados pelo sindicalismo revolucionário francês), que começavam a ter uma grande presença nas associações operárias e que levariam à criação, cinco anos depois, da Confederação Geral do Trabalho (CGT), claramente anarco-sindicalista, separando nitidamente as águas entre a política partidária e a acção sindical. As comemorações, abertas a todos,  terão lugar em Tomar e culminarão no próximo dia 15 com uma concentração junto ao Cineteatro Paraíso, local onde em 1914 foi fundada a UON. Publicamos o convite que os organizadores nos fizeram chegar. (mais…)

(Porto) Acção anarco-feminista


Capturar1

Capturar2

Na madrugada da sexta feira 7 para o sábado 8 (dia “oficial” da mulher) foi colocada uma faixa nas escadas dos Guindais do Porto, em frente à ponte D. Luís, na qual se podia ler a frase: “AINDA HÁ MULHERES QUE LUTAM PELO FIM DO PATRIARCADO E DO ESTADO”.

Morte ao patriarcado e viva a anarquia!

aqui: http://pt.indymedia.org/conteudo/newswire/27864#

Manifesto 8 de Março de 2014: nada para celebrar, tudo para ganhar.


????????

Este 8 de Março, Dia Internacional da Mulher Trabalhadora não há nada para celebrar, mas sim tudo para ganhar. O 8 de Março deve servir para recordar aos exploradores e exploradoras que a mulher trabalhadora continua na luta e que não vai ceder na reivindicação dos seus direitos.

A mulher trabalhadora sofre da forma mais violenta a exploração, a desigualdade e a pobreza neste mundo regido pelo capitalismo, mais ainda em momentos de crise ou de reestruturação do modelo capitalismo como actualmente acontece. (mais…)