(Ucrânia) Neo-nazis ao lado de Putin


1

2

3

4

Em várias manifestações, promovidas pela propaganda de Putin como “anti-fascistas”, estiveram presentes nacionalistas radicais e neo-nazis, quer em Odessa, quer em Sebastopol .

Continua no ocidente a batalha informativa sobre o que se está a passar no território ucraniano e, mais concretamente, na Crimeia. A esquerda ortodoxa e nacionalista, convencida que a mão dos Estados Unidos é a “mão de Satanás” e que está por detrás das movimentações na Ucrânia, decidiu aliar-se ao regime corrupto de Putin, classificando os apoiantes de Kiev como “fascistas” e defendendo com “unhas e dentes” a nova anexação da Crimeia pela Rússia. Para os anarquistas, quer russos, quer ucranianos, quer ocidentais, o que se está a passar é um braço de ferro entre dois regimes que pouco se diferenciam: os dois têm apoiantes fascistas, são nacionalistas radicais e a conflitualidade extrema faz esquecer os problemas internos inerentes ao próprio sistema capitalista que dá vida a um e a outro regime. Depois das denúncias de que a extrema-direita estaria a alinhar com o regime de Kiev, o sítio anarquista Tahrir-ICN vem agora demonstrar que os apoiantes pró-russos também não se podem queixar da falta de apoio da extrema-direita xenófoba e racista europeia.

Paul Gubariew, neo-nazi:  um “tribuno do povo” ao lado de Putin

Anteriormente divulgámos notícias dos nacionalistas ucranianos. Verifica-se agora que o “outro lado” está cheio de nacionalistas e de neo-nazis.

De acordo com o sitio russo Lenta.ru, Paul Gubariew que, conjuntamente com apoiantes pró-Russia de Donbass, ocupou edifícios da administração em Donetsk e se proclamou, a si próprio, como “governador do povo” e uma autoridade local, não é apenas um capitalista, mas foi também membro da organização neo-nazi “Unidade Nacional Russa” e, depois, vereador do racista e anti-semita Partido Socialista Progressista da Ucrânia.

Depois de ter sido preso pelas autoridades de Kiev uma parte da esquerda ocidental, sem qualquer noção do que se estava a passar, classificou- o como um “tribuno do povo alvo de repressão”.

Ao mesmo tempo o vesti.ru revelava que os Chetniks sérvios, chauvinistas radicais com muito má reputação adquirida durante as limpezas étnicas na ex-Jugoslávia, tinham chegado a Sebastopol para “ajudarem os seus irmãos russos”.

Os Chetniks mantêm uma politica externa activa, aparecem todos os anos para celebrarem a independência de Março, em Varsóvia, e inspiram as manifestações de nacionalistas polacos sob a palavra de ordem “Kosovo é Sérvia”.

Isto é tanto ou mais importante, uma vez que uma grande minoria da população da Crimeia é composta por tártaros que , como a população do Kosovo, são muçulmanos.

Para os Chetniks esta pode ser uma extensão da luta que mantêm no Kosovo contra a “ameaça islâmica” e levar à limpeza étnica dos tártaros da Crimeia, que já antes foram deportados e exterminados por Stalin.

Recentemente, começaram a ser alvo de marcas as casas dos tártaros da Crimeia, o que poderia ser um prelúdio para futuros pogroms. (tradução Portal Anarquista)

aqui: http://tahriricn.wordpress.com/2014/03/08/ukraine-paul-gubariew-a-tribune-of-the-people-in-donetsk-ie-neo-nazis-on-the-side-of-putin/#more-1716

 http://cia.media.pl/pawel_gubariew_trybun_ludowy_z_doniecka_okazal_sie_rosyjskim_neonazista

3 comments

  1. “Para os Chetniks esta pode ser uma extensão da luta que mantêm no Kosovo contra a “ameaça islâmica” e levar à limpeza étnica dos tártaros da Crimeia, que já antes foram deportados e exterminados por Stalin.”

    Vocês não se envergonham de escrever abjeções destas?

    A vossa propaganda e a do imperialismo burguês anda de mãos dadas.

    Eu questionei outros trapaceiros falsificadores, porque motivo os Tártaros da Crimeia foram deportados e não o foram os do Kuban, Don, Volga e de outras regiões?

    Vocês não são dignos dos sacrifícios e o dos esforços que A Gonçalves Correia fez durante toda a vida em nome da verdade na luta que travou contra a burguesia na defesa dos explorados e oprimidos.

    O que tem a ver Putin (amigo dos oligarcas) ou os comunistas Russos com ações dos nazis na Rússia?

    Não passam de uns oportunistas ao serviço da burguesia que dizem combater.

  2. “Não passam de uns oportunistas ao serviço da burguesia que dizem combater.” Assim como Lula, Dilma, irmãos Castro, e assim como TODOS os comunistas que estão ou já estiveram no poder.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s