Visão do Anarquismo no Brasil


EsseMerepresenta

Para compreender como nós anarquistas estamos atualmente no Brasil é preciso saber o que aconteceu no país no último século. O Brasil já teve um grande movimento anarquista e anarco-sindicalista que chegou ao seu ápice em 1917, entre aquele tempo e hoje o Brasil passou por duas ditaduras, a opressão e censura dessa época fez com que o povo brasileiro perdesse sua capacidade de criticar, de se envolver na vida política de seu país e de fazer aquilo que é necessário por conta própria, criou-se uma cultura do conformismo.

Dos anos 1990 para cá tem se formado em diversos locais do país grupos e assembleias anarquistas que discutem o anarquismo teórico e procuram praticar sua militância. A principal atividade anarquista é o trabalho/inserção social em meio às manifestações de luta do povo concientizando-o de sua capacidade de autogestão. Existem grandes concentrações de anarquistas nas capitais e grupos menores nas áreas rurais.

Mesmo assim, o panorama atual do anarquismo em todo o Brasil está em ritmo lento. Há várias atividades e núcleos com pouca interação entre si, e há muitas pessoas que se dizem anarquistas e atuam de forma isolada. Os grupos variam de 3 a 40 pessoas com atuações nos movimentos ambientais, sociais e sindicais. Em atos grandes presenciam pessoas adeptas de práticas black block, algumas oriundas dos grupos diversos anarquistas.

Esse ano (2014) temos dois eixos que orientam as ações: Copa do Mundo e as Eleições. Atividade anticopa é uma forma de mostrar a falta de compromisso dos administradores estatais com o povo, que foi colocado de lado.

As manifestações que trazem pautas básicas como saúde, educação, habitação e trabalho tem sido duramente reprimidas, centenas de pessoas estão sendo presas, e algumas até assassinadas. Os governos federais, estaduais e municipais estão caçando e prendendo muitas pessoas para sufocar os levantes populares e impor o “circo do futebol” ao povo.

Nas eleições, apresentamos a metodologia anarquista de participação direta e orientado as pessoas a não votar ou votar nulo. Mas não é só isso. Se mantém uma forte luta em torno do feminismo radical, e da desconstrução do machismo, patriarcado e suas consequências dominantes sobre as mulheres. Algumas pessoas estão envolvidas com a construção do anarcosindicalismo no Brasil, editando uma versão brasileira e atual do sindicalismo revolucionário de outrora, altamente combativo e que foi totalmente isolado das pessoas trabalhadoras pelo Estado conjuntamente com as patronais, mantendo o sindicalismo legal harmonizador fascista há mais de 70 anos.

Uma forte atuação temos na região também na área ambiental,que através do veganismo, tem desenvolvido a consciência de enfrentar o especismo e sua exploração e opressão dos animais, e logo pela emancipação dos animais.

Idilio – Fenikso Nigra (grupo anarquista de Campinas, Brasil)

com Boletim Operário Barricada LibertáriaLiga Sindical Operária Campesina – Danças das Idéias – Associação dxs Trabalhadorxs Brasileirxs – Caos em Fluxo

aqui: http://www.i-f-a.org/index.php/es/article-2/494-visao-do-anarquismo-no-brasil

Anúncios

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s