Dia: Abril 14, 2015

(AIT/SP) Falsos recibos verdes na Câmara de Odivelas


aitO Instituto Português de Pedagogia Infantil e a Câmara de Odivelas contrataram cerca de 40 professores das Actividades de Enriquecimento Curricular a falsos recibos verdes.

Estas pessoas trabalham lado a lado com colegas que possuem contrato de trabalho e são obrigadas a fazer por si próprias os descontos para a segurança social. Perdem todos os direitos, como, por exemplo, o subsídio de férias, de natal ou o subsídio de desemprego, a justificação de faltas, etc. e vivem ainda em insegurança, pois podem ser despedidas a qualquer momento…

Quem contestar esta situação de absoluta precariedade sofre retaliações, o que já está a suceder com um dos professores.

Apelamos à solidariedade!

Envio de e-mails de protesto para aqui:

secretaria@ippi.pt

geral@cm-odivelas.pt

assembleia.municipal@cm-odivelas.pt

Contra os falsos recibos verdes nas AEC de Odivelas! Basta de precariedade!

Contra a repressão a quem exige um contrato de trabalho!

Um ataque a um, é um ataque a todos nós.

Mais informação aqui:

ait-sp.blogspot.pt

facebook.com/aitsp.lisboa

Anúncios

Carlos Taibo lança novo livro (‘Comprender Portugal’) e vai estar em Évora e Lisboa no próximo mês de Maio


520_Comprenderportugal.indd

Autor de diversos livros relacionados com a situação política internacional (Kosovo, Rússia, Ucrània…), actualidade do anarquismo (Repensar la Anarquia, Libertari@s, El 15M), e mesmo sobre Fernando Pessoa, o escritor e professor universitário espanhol Carlos Taibo acaba de publicar um livro sobre Portugal, “Comprender Portugal”.

Carlos Taibo vai estar em Portugal nos dias 19, 20 e 21 de Maio, estando prevista a realização de várias conferências quer em Évora, quer em Lisboa

Este novo livro de Carlos Taibo (um apaixonado pela cultura e pela língua portuguesas) é o produto de uma reflexão sobre as razões pelas quais Portugal existe como um país independente, uma consideração geral pela historia do país, uma aproximação à literatura portuguesa, uma reflexão sobre as relações entre Portugal e Galiza através da língua e vários outros aspectos, tais como a relação entre Portugal e o Brasil, a cozinha portuguesa, o fado, o futebol e, por fim, a arquitectura manuelina.