Mês: Junho 2015

(Grécia) Os antecedentes do actual movimento anarquista grego


Capturar

para download em pdf: prometeos y tántalos

Num momento em que o braço de ferro entre o governo grego e os dirigentes da União Europeia está em compasso de espera, tudo levando a crer que em breve um compromisso será assinado, anulando o referendo ou fazendo que o resultado deste tenha apenas um valor residual, divulgamos um texto de quase uma centena de páginas, em castelhano, sobre o movimento anarquista na Grécia – talvez o segundo maior movimento anarquista organizado da Europa, apenas superado pelo que existe no Estado Espanhol.

O livro “Prometeos y Tántalos” de Rodolfo Montes de Oca foi editado pela Editorial La Libertad do Chile e reúne os antecedentes mais importantes do extenso movimento anarquista grego, presente nos mais diversos espaços e sectores da sociedade grega.
 .

(País Basco) FAI e CNT lamentam a morte de Periko Solabarria, histórico lutador abertzale


periko

Periko Solabarria, natural do bairro de Lutxana (Barakaldo), viveu os tempos franquistas da clandestinidade escondendo na sua casa lutadores perseguidos, organizando reuniões clandestinas de luta contra Franco… A sua militância abertzale não foi impedimento para que estivesse presente em todas as lutas havidas e por haver na sua querida Euskal Herria, fossem ou não convocadas pela esquerda abertzale.

Periko era fiel à sua classe e mostrou-o até ao triste dia da sua morte. Era raro não ver a sua txapela (boina) nos piquetes de greve, nas manifestações de protesto pela situação social e política, nas demonstrações de solidariedade para com os presos, nos protestos contra os despejos…

Por tudo isso a Federação Anarquista Ibérica (FAI) de Euskal Herria quer prestar a mais sincera homenagem a este homem que assumiu um lugar proeminente na história do movimento operário.

Até sempre, Periko. Que a terra te seja leve.

FAI (Euskal Herria)

periko1web

Também a CNT se associou a esta homenagem:

Eskerrik asko, Periko (Obrigado, Periko)

O sindicato CNT quer mostrar a sua profunda dor ante o falecimento de Periko Solabarria, histórico militante operário e infatigável lutador social. Coincidimos com Periko em inúmeras ocasiões, sempre na rua, lutando contra este modelo social e político. Muito para além das nossas diferenças, este abnegado revolucionário sempre se encarregou de ressaltar os aspectos que nos unem por cima dos que nos separam. Precisamos, por isso,  o respeitamos.

Hoje com a sua morte, o movimento social de Heukal Herria perde um companheiro sempre disposto a lutar, fosse por um despejo ou contra uma nova lei repressiva. Não foi em vão que Periko sofreu até à última etapa da sua vida a perseguição e a criminalização do Estado.

Do mesmo modo, queremos transmitir os nossos pêsames aos seus familiares, amigos e companheiros de militância.

Que a terra te seja leve.

Agur eta ohore! Gora iraultza soziala!

(Adeus e honra! Viva a revolução social)

CNT

aqui: http://ekinarenekinaz.com/2015/06/24/comunicado-de-fai-euskal-herria-ante-la-muerte-de-periko-solabarria/

http://www.cnt-sindikatua.org/index.php/es/todas-las-noticias/1099-eskerrik-asko-periko.html

0003-fai-ifa

(Lisboa) Amanhã há jantar de apoio à 2ª Mostra de Edições Subversivas


janta25junho

Estamos a preparar a 2ª Mostra de Edições Subversivas que se irá realizar a 25, 26 e 27 de Setembro e iremos no próximo dia 25 de Junho confeccionar um saboroso jantar de apoio a este encontro subversivo. Queremos convidar-vos a virem jantar ao RDA69 (Regueirão dos Anjos nº 69 – Anjos) na próxima quinta-feira.

(CNT) Jornal ‘Extremadura Libre”, da CNT de Badajoz, Mérida, Caceres…. voltou a ser publicado


Capturar1 Capturar2Capturar3 Capturar4

O jornal “Extremadura Libre”, porta-voz da Confederação Regional da CNT-AIT da Extremadura, voltou a sair, depois de seis anos de suspensão. A intenção da nova equipa foi a de respeitar o mais possível a etapa anterior, ainda que acrescentando algumas novidades. O que não mudou foi o carácter anarcosindicalista e anarquista dos seus princípios, tácticas e finalidades. Votos dos maiores sucessos!

aqui: http://www.cnt.es/noticias/vuelve-publicarse-el-peri%C3%B3dico-extremadura-libre

(Vídeo) Anarcovândalos em Townsville (2013)


A cidade de Townsville é o reino encantado da democracia. Tudo ocorre de maneira “igual, fraterna e livre”…até que uma “minoria baderneira”, usando de violência e vandalismo, começa a aterrorizar os cidadãos de bem. Quem poderá nos salvar? Meninas super poderosas, PSTU ou Fora do Eixo? Uma sátira anarquista à mídia burguesa e ao oportunismo de vanguarda.

(Encontro) Proposta de encontro libertário em Évora durante o ano de 2016


mãos anarquistas

# 1

Divulgação de projecto/ideia para a realização de um encontro libertário em Évora no próximo ano dirigido a todos os grupos, colectivos, organizações e individualidades que se movimentam na região portuguesa.

Num momento de grande renovação a nível mundial do ideário e da praxis libertária, Portugal, que teve na década de 20/30 do século passado um forte movimento anarquista e anarco-sindicalista, não pode passar ao lado deste movimento que tem expressões organizativas diversas um pouco por todo o globo.

Sendo assim, estamos a construir as plataformas necessárias para realizar durante o ano de 2016 um grande encontro libertário da região portuguesa em Évora (ou em local a designar na região sul).

Neste encontro poderão participar organizações existentes, colectivos, grupos temáticos, publicações, espaços de pesquisa e investigação, colectivos de género e especifistas,  individualidades… desde que tenham entre si o espaço libertário como aglutinador.

Pretende-se através de mesas de trabalho criar a possibilidade de estabelecer uma plataforma mínima de trabalho e relacionamento em comum, desde campanhas conjuntas a uma comissão de relações inter-colectivos que consiga manter os contactos inter-grupos e dinamizar acções conjuntas.

Este é um primeiro apelo a este encontro, que terá que ser construído e protagonizado pelos diversos colectivos.

Esperamos contributos e ideias através do email  colectivolibertarioevora@gmail.com  para desenvolvermos as temáticas em discussão e o formato das sessões. Agradecíamos também o envio de sugestões sobre a melhor data para realizar este encontro.

Todos os contributos existentes, desde já, poderão ajudar a formular um encontro mais eficaz e que vá mais ao encontro das necessidades e dos desejos de todos nós.

Esperamos os vossos contributos.

Comissão Organizadora do Encontro Libertário Évora/2016

(Lisboa) Jantar de apoio ao Jornal Mapa esta quinta-feira


mapa_3
.
Grupo Excursionista e Recreativo Os Amigos do Minho – R. do Benformoso 244 – Lisboa

Dia 18 de Junho a partir das 19:30h nos Amigos do Minho, Lisboa

Banquete de degustação Old-school-cuisine com o Chef Boicon // Fado-HardCore-Acustico // rap das ruas // Poesia visceral //

Sessão aberta de poesia e palavra falada. Não se acanhe. Venha ler em voz alta sublimes versos dos céus ou a bula do Ibuprofeno.

Não sendo, de forma nenhuma obrigatório, aconselha-se vivamente a reserva do jantar através do e-mail: geral@jornalmapa.pt ou do Facebook.

:::::::::::

O MAPA: jornal de Informação Crítica, e os seus colaboradores das paginas 25 em diante, convidam todos os bons-garfos do mundo para uma intensa sessão de degustação por ocasião do fim da Primavera. A razão para tão formoso evento, para além da dedicação aos prazeres da vida, é a corrida para a 10ª edição desta publicação periodica.

Contaremos, portanto, com um fabuloso repasto preparado pelo chef Boicon et sus muchachos e entregue, pela modica quantia de 6€, a qualquer interessado.

Para acompanhar o banquete evocamos também os poetas, rapeiros, faladores, comediantes, fadistas e insultadores profissionais a presentearem os presentes com os seus versos preparados e improvisados, rabiscados em folhas de jornal ou sacados dos confins das suas massas cinzentas.

Para que o freguês saiba ao que vai serão divulgadas a seu tempo as escolhas do chefe que preencherão toda a noite. De acordo com o Instituto Português do Bar e da Estratosfera a noite apresentar-se-á divina e gloriosa, perfeita para as duas finas artes da comezaina e da tagarelice e para um sem-fim de devaneios e loucuras.

evento: https://www.facebook.com/events/1636639803237713/

(Chile) Movimento anarquista continua a crescer


Capturar

No Chile, o movimento anarquista e libertário continua a crescer de forma continuada. Disso dá conta o sucessivo aparecimento de organizações, federações e espaços de informação alternativa. Entre as mais recentes plataformas encontra-se esta pequena revista que, já no título, se assume como ‘anticapital’. Para fazer download (PDF) clique aqui.

Também a FEL (Frente de Estudantes Libertários) e outras organizações libertárias acabam de constituir uma nova organização, Izquierda Libertaria.

(Évora) Esta terça-feira na ‘Fonte de Letras’ um filme sobre emigrantes em Portugal


fonte de letras

O Barco de Papelão, de José Vieira, 2010, na Fonte de Letras. 16 Junho, 18h.
Filme documentário do “cineasta da emigração”.

Foi ao passar na autoestrada que dei com este estranho acampamento de refugiados, povoado de ciganos da Roménia (roms). Um bairro de lata no meio das árvores, entalado entre as faixas da autoestrada A10. Por instantes, pareceu-me um flash back. Mas era apenas a actualidade de uma história que nunca mais acaba, a das pessoas obrigadas a deixar tudo para exorcizarem a pobreza. Quis compreender que êxodo era aquele, de onde vinham aquelas pessoas, quem eram estes «estranhos estrangeiros», como o foram outrora os portugueses e argelinos habitantes dos bairros de lata que havia em redor de Paris. Ao filmá-los, quis torná-los familiares, para destruir os preconceitos que temos a seu respeito e contar um pouco da sua história de imigrantes em busca de uma vida melhor.

José Vieira, realizador francês de origem portuguesa, vive e trabalha entre a França e Portugal. Realizou cerca de trinta documentários, nomeadamente para a France 2, France 3, La Cinquième e Arte. A sua obra, dedicada sobretudo à problemática da emigração, tem sido exibida nos mais diversos festivais internacionais de cinema. José Vieira tem dado visibilidade à história de um milhão de portugueses que saíram do país nos anos 60, a maioria clandestinamente, no que foi a maior migração humana na Europa do século XX.

aqui: http://us3.campaign-archive1.com/?u=6d61d0fe92ad7ec1738e9f46c&id=b943e3d8a5