(Boesg) Este sábado, dia 25 de Julho: homenagem à revolução espanhola de 1936


guerra civil

“Ao estalar a guerra civil espanhola em Julho de 1936, o sindicato anarquista CNT socializou a indústria de cinema em Espanha. Em Madrid e Barcelona, os trabalhadores de cinema assumiram através do sindicato, os bens de produção e produziram numerosos filmes. Isto deu lugar a um período único que não se voltou a repetir em nenhuma outra indústria cinematográfica do mundo. Apesar do país estar envolvido numa guerra, entre 1936 e 1938 foram feitos e estreados filmes de variadas temáticas: dramas sociais, comédias musicais, filmes de denúncia e documentários bélicos. Todos eles compõem um variado mosaico que dá lugar a um dos momentos mais insólitos e originais da cinematografia espanhola. Através da opinião de especialistas, assim como do testemunho do director de fotografia e restauro espanhol, Juan Mariné, o documentário recorre a cada uma das produções que constituem um legado excepcional do cinema espanhol. Foi um período muito efémero durante o qual os guionistas, os directores, os técnicos, e os actores espanhóis demonstraram uma das máximas do mundo do espectáculo: apesar dos bombardeamentos, da fome e do drama da guerra, o espectáculo devia continuar, e continuou.”
BOESG.

#anarquismoportugal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s