(Paris) Anarquistas turcos solidários na luta contra o ISIS


atentado1

A organização anarquista turca DAF foi uma das primeiras a manifestar a solidariedade para com os curdos na defesa de Kobane e tem dado testemunho físico da sua presença ao lado dos combatentes curdos contra o Estado Islâmico (ISIS), cujas acções de terror os seus militantes conhecem bem. Agora divulgou um comunicado sobre o massacre de Paris, também levado a cabo pelo ISIS, um movimento terrorista, totalitário, que juntamente com o Estado turco representa uma das maiores ameaças ao desenvolvimento do confederalismo libertário no Curdistão e cujas acções servem de pretexto para o reforço das leis securitárias seja no Médio Oriente, seja no resto do mundo, Europa incluída.

Comunicado da Acção Anarquista Revolucionária (DAF) sobre o massacre em Paris

A 13 de Novembro mais de 129 pessoas perderam a vida e dezenas ficaram feridas em 7 locais diferentes de Paris em consequência de ataques coordenados pelo ISIS com bombas e armas de fogo. O ISIS assassino continua com os seus assassinatos fora das regiões do Médio Oriente e da Anatólia. O massacre que teve lugar em Paris mostra claramente que o terror do ISIS não conhece limites. Sentimos profundamente o massacre de Paris e partilhamos a sua dor. Vivemos e continuamos a viver os ataques do ISIS apoiados pelo Estado. Do Senegal a Kobane, de Pirsus (Suruç) a Ankara, temos perdido muitos companheiros e amigos. Estamos conscientes do facto de que os massacres têm por objectivo criar o medo, a desconfiança e a solidão nas nossas vidas. A nossa dor é grande e aumenta a cada dia que passa. Nestes momentos temos que fazer crescer a solidariedade contra os assassinos que nos querem submergir no medo, na solidão e no isolamento.

Vemos os movimentos simultâneos do Estado francês e de outros estados com o objectivo de conduzirem o processo. Sabemos que estas mesmas estratégias desenvolvem-se na nossa região sob o nome de “luta contra o terror”. Neste ambiente de desconfiança, as pessoas adquirem uma psicologia do pânico que está dirigida pelos dispositivos ideológicos do Estado: a opressão do Estado contra os revolucionários e a política estatal que restringem a liberdade dos oprimidos será, assim, politicamente legitimada; e o discurso das políticas racistas aumentará. Os estados usam estes períodos extraordinários para os seus interesses políticos, económicos e sociais.

Estamos conscientes da situação em que a população francesa vive. Sabemos a dificuldade do exercício de pôr de lado a dor pela perda das vitimas e, por outro lado, de lutar contra as mobilizações fascistas no seio da sociedade, criadas pelo Estado. Sublinhamos que, mesmo com estas dificuldades, a luta deve ser contra o medo, o Estado e o fascismo.

A dor que estão a viver é a nossa dor. A raiva que sentem é a nossa raiva, a sua luta é a nossa luta!

Devrimci Anarşist Faaliyet-DAF (Revolutionary Anarchist Action)

aqui: https://freecollective.wordpress.com/2015/11/14/turquie-la-declaration-de-daf-sur-le-massacre-a-paris/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s