Dia: Fevereiro 10, 2016

Marionetistas espanhóis em liberdade, mas ainda com acusações judiciais


.

A solidariedade e o apoio-mútuo fizeram com que os órgãos repressivos do Estado Espanhol fossem obrigados a fazer marcha atrás e a libertar os dois marionetistas presos na semana passada em Madrid, embora recaiam sobre eles ainda as acusações de “enaltecimento do terrorismo” e de “delito contra as liberdades individuais”.
Raúl García e Alfonso Lázaro ficarão também sem passaporte e com a obrigação de se apresentarem diariamente às autoridades.
A solidariedade com os dois marionetistas (um dos quais é filiado na CNT de Granada) tem extravasado as fronteiras do Estado Espanhol e, por todo o mundo – Portugal incluído -, muitas têm sido as vozes que se levantaram contra esta flagrante violação do direito à liberdade de expressão e de criação cometida pelo Estado espanhol e pelos juízes da Audiência Nacional que, ao abrigo da “Lei Mordaça”, pretendem silenciar todas as vozes discordantes.

https://www.diagonalperiodico.net/libertades/29316-la-audiencia-nacional-deja-libertad-con-cargos-titiriteros.html

Anúncios