(AIT) Dia Mundial das Marionetas em solidariedade com os “Títeres desde Abajo”


titeres

Solidariedade com “Títeres desde Abajo”: O Estado é o principal terrorista

21 de Março é o Dia Mundial das Marionetas e, nesta ocasião, queremos recordar a todos a situação com que os nossos companheiros Alfonso e Raúl, de “Títeres desde Abajo”, se confrontam. Em princípios de Fevereiro, os marionetistas de Granada foram convidados pelo ayuntamiento a apresentar o seu espectáculo, “a Bruxa e Don Cristóbal”, nas celebrações do carnaval de Madrid. Durante a representação foram detidos e enfrentam até sete anos de prisão.

O espectáculo de marionetas, em si mesmo, era uma farsa política sobre a prática estatal de fazer montagens policiais a activistas políticos e sobre outros problemas graves de ataques à liberdade e de abusos de poder. Como parte do argumento, a polícia ataca a heroína da história e coloca um cartaz na sua casa, o que serve de pretexto para etiquetá-la como terrorista. Esta cena é a que foi usada para acusar os marionetistas de “apologia do terrorismo” e de “incitamento ao ódio”.

Para todos os que conhecem o espectáculo e os marionetistas, é claro que se tratava de um exemplo de teatro crítico. É um exemplo claro da invasão do Estado nas consciências e nas liberdades para tentar criminalizar as pessoas pelas suas ideias políticas.

Certamente pode ter acontecido que os organizadores do evento em Madrid não tivessem ideia daquilo que estavam a patrocinar – mas de quem é a culpa disto? Os marionetistas advertiram de que poderiam existir conteúdos inadequados para as crianças, mas os pais não prestaram atenção, decidindo, pelo contrário, denunciá-los à polícia.

Podem-se dizer muitas coisas sobre o espectáculo, mas uma coisa é clara: não se tratava de apologia nem de incitamento ao terrorismo. Na verdade, estas acusações são características das mesmas situações que estavam a ser denunciadas pelos marionetistas. Os abusos do Estado têm vindo a aumentar ultimamente em Espanha, onde foram introduzidas novas leis e onde vemos aumentarem os incidentes de repressão política.

A Associação Internacional dos Trabalhadores está solidária com os marionetistas e exigimos que todas as acusações sejam anuladas.

Por todo o mundo, confrontamo-nos todos hoje a um ataque crescente contra a nossa liberdade por parte do Estado, do capital e da religião. O Estado actua, sobretudo, para destruir qualquer ameaça ao seu poder, que usa para selar fronteiras e pôr fora os refugiados que fogem da guerra, da miséria e do fanatismo religioso. Utiliza tudo isso para facilitar a exploração, por parte do Capital, do trabalho e da terra, usando para tal frequentemente fundos públicos. Que também utiliza para proteger a riqueza privada das elites. Que utiliza para pagar as guerras. Que utiliza para espiar, vigiar e limitar as diversas liberdades individuais. Que utiliza para construir o poder das elites e usurpar os direitos dos povos a decidirem por si próprios.

A história das guerras e dos interesses financeiros das elites mostra-nos como o Estado aterroriza populações, assassinando e destruindo para que uns poucos possam sacar lucros. Esta é a pior forma de terrorismo.

Quando olhamos para a criminalização dos movimentos sociais e da dissensão, como está a acontecer actualmente, reconhecemos que o Estado espanhol usa o terror real – ameaça prender pessoas que escreveram uma peça de teatro crítico. Fazem isto na tentativa fútil de meterem medo àqueles que poderiam verbalizar críticas. Fútil porque se trata de um ultraje que já foi objecto de fortes protestos por parte das pessoas.

Enquanto os ataques do Estado continuam a aumentar, não nos devemos retirar, mas sim organizar para resistirmos a nível global.

Liberdade para os marionetistas e contra o Estado de terror!

Levamos um mundo novo nos nossos corações – onde não há lugar para a tirania nem para a exploração!

Secretariado da AIT

aqui: http://iwa-ait.org/node/710

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s