Geógrafos anarquistas marcam conferência para Setembro de 2017 em Itália


italia-1a-conferencia-internacional-de-geografia-1

[Itália] 1ª Conferência Internacional de Geografias e Geógrafos Anarquistas (ICAGG) – Geografia, mudança social e práticas anti-autoritárias

A realizar em Reggio Emilia (Itália) – Centro Studi Cucine del Popolo, rua Beethoven 78 / e, 21-23 setembro 2017 – cucine.arealibertaria.org.

Nos últimos anos, uma notável redescoberta internacional e multilíngue dos geógrafos anarquistas ocorreu tanto no nível acadêmico quanto nos meios militantes, trazendo, ao mesmo tempo, um renovado interesse por figuras históricas como Piotr Kropotkin (1842-1921) e Élisée Reclus (1830-1905), e sobre as contribuições de anarquistas e de ideias e práticas anti-autoritárias às atuais lutas pela libertação social em todo o mundo. Edições especiais sobre anarquismo e geografia foram publicadas por renomadas revistas internacionais, como Antipode e ACME, levando a um florescimento de artigos e livros sobre estes temas. Inclui-se também a organização de exitosas sessões sobre a geografia anarquista nas concorridas conferências internacionais de geografia, como a RGS-IBG, a AAG e a IGU, como também nas conferências internacionais da Anarchist Studies Network. Foi inaugurada também uma lista de discussão internacional de geografias anarquistas.

Nos circuitos de língua francesa, um florescimento de pesquisas acadêmicas e de iniciativas militantes tem ocorrido, levando à fundação de uma rede de geógrafas e geógrafos anarquistas (Réseau de géographes libertaires), que organiza periodicamente uma série de conferências e workshops na França e na Suíça e colabora na organziação de dois importantes festivais anuais na França, que visam a aproximação entre estudiosos e o público em geral. O primeiro, Les Reclusiennes, ocorre em Sainte-Foy-la-Grande, cidade de nascimento de Élisée Reclus, e o segundo, o Festival International de la Géographie em Saint-Dié-des-Vosges, inclui um Fórum de Geografia Crítica animado por anarquistas. Na América do Sul, conferências e palestras públicas em geografias anarquistas tem sido periodicamente organizadas, principalmente no Brasil, pela rede ReKro — Rede Reclus-Kropotkin de Estudos Libertários e pela Biblioteca Terra Livre (São Paulo), em colaboração com universidades como a UFRJ e a USP. Esta lista poderia continuar, mas é apenas uma amostra do campo rico e cosmopolita em que os debates atuais em geografias anarquistas estão se desenvolvendo.

À luz desse florescimento das geografias anarquistas, propomos a organização de uma conferência internacional independente, a ser realizada em diferentes países a cada 2 ou 3 anos, criar, um espaço para estudiosos e militantes interessados nestes temas. O objetivo é possibilitar uma troca profunda e frutífera e apresentar uma oportunidade para as pessoas interessadas em geografias anarquistas e participantes de movimentos sociais por todo o mundo para trocar ideias e fazer conexões significativas. Escolhemos fazer a primeira conferência em uma pequena cidade italiana como Reggio Emilia, onde há um movimento anarquista bem estabelecido que já promoveu eventos e publicações sobre geógrafos anarquistas &e acute; fundamental para as tarefas centrais, buscando continuar a discussão entre os estudiosos e militantes de diferentes áreas linguísticas e culturais e, para garantir o envolvimento dos movimentos sociais e militantes de fora da academia.

Esta conferência não é apenas para anarquistas “de carteirinha”. Convidamos também às contribuições que tratem criticamente às geografias anarquistas, histórias, conceitos e intervenções de movimentos populares, militantes e acadêmicos.

Convidamos especialmente, mas não exclusivamente, as contribuições geográficas anárquicas / críticas sobre:

• O que são geografias anarquistas e quais são as suas tarefas?

• Que relações entre anarquismo e as abordagens críticos / teóricas mais atuais utilizadas na comunidade geográfica, por exemplo, o pós-modernismo e pós-estruturalismo, modernidades críticos, pós-colonialismo, geografias mais-que-humanos, teoria ator-rede, as teorias não-representacionais, feminismo, teorias de gênero e queer, o marxismo, a teoria étnica crítica, intersetorialidade, métodos qualitativos e quantitativos etc.?

• Problematizar as relações entre o anarquismo, o racionalismo, Iluminismo e modernidade.

• Geografias anarquistas e anti-cartografia. Mapas e espaços de libertação.

• Geografias anarquista e os movimentos indígenas.

• Anarquismo e o ambiente: mesologia, filosofias naturais e a ideia de progresso.

• Geografias anarquistas na prática: experiências de movimentos populares, lutas locais e internacionais, histórias e geografias de resistência.

• Geografias anti-estatista, pós-estatistas e não estatista: anarquismo e a ideia de território.

• Anarquismo, o federalismo e o conceito de escala geográfica: cidades, regiões e o global.

• Geografias anti-racista, anti-colonial e internacionalistas.

• Geografias anarquista, cosmopolitismo e multilinguismo: que desafios para academias nacionalistas e paroquiais?

• Anarquismo e geografias de guerra e paz.

• Anarquismo e geografias da violência e não-violência.

• Geografias anarquistas da educação e da desescolarização.

• Geografias da secularização e do livre pensamento.

• Geopolítica anarquista.

• Geografias históricas do anarquismo.

• Geografias e geógrafas e geógrafos anarquistas na história e filosofia da geografia.

• Figuras históricas das geografias anarquistas e suas conexões interdisciplinares: histórias do anarquismo transnacional, antropologias anarquistas, teoria política e filosofia política.

Para participar da conferência, por favor, envie um resumo de no máximo 250 palavras para o scientific_committee@icagg.org até 01 de fevereiro de 2017. O idioma preferencial da conferência é o Inglês: se você se sentir especialmente desconfortável com a apresentação nesta língua, escreva para a organização a fim de organizar alguma solução específica. Outras informações serão fornecidas através do e-mail e do site icagg.org.

Informações práticas: Para mais informações sobre viagens, alojamento e qualquer outra consulta prática (necessidade de acolhimento de crianças, necessidades alimentares, etc.), por favor escreva para icagg2017@icagg.org

Comitê Científico e Promotor:

Adriano Skoda; Amir ElHakim de Paula; Anthony Ince; Béatrice Collignon; Fabrizio Eva; Federico Ferretti; Francisco Toro; Gerónimo Barrera; Gian Maria Valent; Joanne Norcup; Marcella Schmidt di Friedberg; Marcelo Lopes de Souza; Patricia Wood; Patrick Minder; Philippe Pelletier; Richard White; Simon Springer; Vanessa Sloan Morgan

Comitê Local de Organização:

Andrea Ferrari; Arturo Bertoldi; Eliana Bartoli; Fabio Dolci; Gian Maria Valent

aqui: agência de notícias anarquistas-ana

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s