(Brasil) Panfleto difundido durante o Ato antifascista em Porto Alegre, no dia 11 de outubro


o fascismo mata

capoeira

No Ato Antifascista, do dia 11 de outubro, em Porto Alegre,  muitas vontades e formas de luta se juntaram para mostrar que, apesar das vergonhosas percentagens de eleitores que optaram pelo fascismo, existem pessoas que pelo menos sairão nas ruas para mostrar um rechaço ao totalitarismo.
Muitas bandeiras se fizeram presentes no ato: A torcida antiracista/antifascista, feministas, antiespecistas, estudantes, anarquistas de várias propostas, bandeiras da diversidade sexual, bandeiras contra o racismo, um bando  de capoeiras quem, armados de berimbaus e uma faixa  que dizia: Capoeira Angola Contra o Fascismo. Mestre Moa Presente. Vidas Negras Importam, deram resposta de força diante do assassinato bolsonarista do Mestre Moa, na Bahia. Outra faixa lembrava aquela frase muito oportuna de Marighela: Não Temos Tempo Para Ter Medo, como conjurando o afastamento desse sentimento nestes tempos difíceis. Marielle Presente! gritava mais uma faixa, repudiando o assassinato para-estatal acontecido no Rio de Janeiro. Assim, foram várias as expressões que criaram uma turbulência de coletividades e individualidades no rechaço à figura do fascismo atual, Jair Bolsonaro.
A caminhada fluiu sem demoras. Claramente ecoava com mais força  “ele não” e frases de rechaço ao fascismo. Mas, nos gritos, também podia se aperceber a intenção de alguns partidos, de esquerda, por se apropriar do ato fazendo campanha, seu empenho para se aproveitar de toda luta não tem limites. Foram eles, os da esquerda partidarista, quem propuseram terminar o ato no Largo do Zumbi, após menos duma hora de caminhada.
Felizmente, nesse momento, algumas pessoas mais se juntaram e chamaram para que o ato continuasse, e continuou. Há tempo não se via um tumulto assim na cidade, um tumulto sob a consigna de oposição ao autoritarismo. É importante ressaltar que estas primeiras saídas  nas ruas, são sinais significativas, tanto para nós que odiamos todo tipo de autoridade, quanto para os inimigos, de que haverão respostas diante do ressurgimento do autoritarismo, esta vez democraticamente eleito.

CapturarCapturar1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s