Day: Setembro 16, 2020

Évora não pode ser coio de fascistas. Manifesta-te esta sexta-feira!


Um grupo de cidadãos convocou para a próxima sexta-feira, dia 18, uma concentração em Évora pela Liberdade.

Nesse dia, o partido xenófobo e fascista Chega convocou para Évora uma dita manifestação anti-racista, a anteceder uma reunião do partido marcada para um salão de festas nos arredores da cidade, onde é habitual as forças partidárias assinalarem os seus momentos políticos entre farta comezaina.

O que não é normal é um partido politico vir-se manifestar numa cidade onde não tem qualquer influência ou estrutura conhecida em nome de valores que não defende, nomeadamente o anti-racismo.

O grupo de cidadãos eborenses, gente sem partido, que convoca esta concentração pela liberdade sabe os riscos que corre e sabe que os fascistas do partido do Ventura vão procurar o confronto, ainda que seja apenas para fins mediáticos.

“Estamos cientes disso”, disse ao Portal Anarquista um dos organizadores da concentração, “mas não podíamos deixar que os fascistas do Chega desfilassem impunemente na nossa cidade”, acrescentando que “sabemos que se houver algum momento de confronto a polícia estará do lado deles e não do nosso. É a natureza das coisas”.

Por isso, a mensagem que querem passar é a de “se devem evitar confrontos e, pela positiva, reafirmarmos que as ruas de Évora são nossas, recriando uma Assembleia de Rua como as que aconteceram em Évora, há anos e durante meses”.

As Assembleias de Rua decorreram diariamente em Évora durante grande parte do ano de 2011 e tiveram expressão maior em manifestações como as do 15 de Outubro de 2011 e de15 de Setembro de 2012 (contra a Troika, na foto) e acções em defesa de Évora Património Mundial.

Juntaram dezenas de activistas de diferentes origens: anarquistas, sem partido, ligados a partidos, etc., mas nunca trazendo as suas bandeiras individuais para as lutas colectivas. Como esperamos que aconteça desta vez. As lutas colectivas não têm dono nem assinatura.

Este colectivo de cidadãos que ergue hoje este grito de BASTA! NÃO QUEREMOS FASCISTAS NA NOSSA CIDADE! é a continuidade deste movimento que a 15 de Setembro de 2012 juntou no centro da cidade milhares de antifascistas e de cidadãos inconformados com a pobreza e indignados com a miséria que a troika e o governo de Passos Coelho lançavam sobre as nossas vidas.

Naquela altura o Colectivo Libertário de Évora – que nasceu deste movimento – esteve presente em todas as iniciativas. Hoje, o Portal Anarquista não podia deixar de estar mais solidário!

Évora não é cidade para fascistas!