(Évora) As vozes da liberdade ecoaram mais fortes do que as do fascismo


Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 1.jpg
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 1a.jpg
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 1b.jpg
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 1c.jpg
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 7.jpg
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 9.jpg
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 10.jpg
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 11.jpg

Centenas de pessoas convocadas por um grupo de cidadãos de Évora juntaram-se ao fim da tarde de sexta-feira na Praça do Giraldo para afirmarem os valores da liberdade, tolerância, cidadania e anti-racismo face à manifestação marcada para aquela mesma Praça, à mesma hora, pelo partido fascista Chega.

Ao apelo deste grupo de cidadãos associaram-se diversos colectivos libertários, anti-autoritários e antifascistas de todo o país trazendo para a principal praça da cidade de Évora uma manifestação de diversidade, tolerância e liberdade que superou em número e em alegria os apoiantes da extrema-direita.

A policia dividiu a praça, não permitindo qualquer contacto entre os dois grupos, ainda que as palavras de ordem dos apoiantes do Chega tenham sido praticamente abafadas pela ‘Grândola, Vila Morena’, a canção do 25 de Abril, cantada em uníssono pelo manifestantes reunidos em Assembleia no outro lado da praça e beneficiando da aparelhagem sonora instalada nas varandas da Sociedade Harmonia Eborense, que se associou plenamente aos protestos, que decorreram sem bandeiras partidárias ou outros símbolos, a não serem os do antifascismo e os da liberdade.

Esta concentração, aliás, mostrou o caminho a seguir relativamente ao partido Chega e a outros movimentos fascistas. É preciso que cada vez que estes movimentos se manifestem contra os valores da liberdade , da diferença, da cidadania, lhes façamos frente, onde quer que seja, fazendo valer o espirito assembleário, horizontal e sem “jogos escondidos” que os organizadores da concentração de Évora foram capazes de demonstrar.

Évora e o Alentejo estiveram, mais uma vez, de parabéns.

Fotos aqui e aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s