Comunicado da Federação Anarquista Era (organização anarquista presente no Afeganistão e no Irão)


Os talibãs estão prestes a estabelecer o seu próprio governo no Afeganistão. Os países poderosos do mundo não farão nada para impedir ou evitar o projeto talibã. Infelizmente, mais uma vez, o povo afegão vai cair nas mãos dos talibãs e voltarão a produzir-se atrocidades inimagináveis.

Testemunhos presenciais em várias cidades do Afeganistão que caíram na mão dos talibãs, disseram que estes estão a tentar identificar os críticos e oposicionistas às suas crenças politicas ou religiosas. Assassinam escritores, jornalistas e outros ativistas sociais, ou levam-nos para paradeiros desconhecidos.

A tomada do poder pelos talibãs no Afeganistão, com as suas reacionárias ideias religiosas e a sua história de derramamento de sangue, e a imposição de outro governo teocrático sobre o povo, é uma ameaça para as lutas desse mesmo povo pela liberdade.

O povo tomou as armas para se defender contra os talibãs e evitar o pesadelo de um estado islâmico fundamentalista. Mas tiveram que se confrontar com a derrota e a traição do governo afegão. A sua luta foi constantemente reprimida e apropriada por governos e partidos políticos sem visão do futuro. Segundo as últimas notícias e informações, os talibãs entraram em Cabul e querem tomar o controlo do Afeganistão.

Num primeiro momento esse governo vai ajustar contas com os intelectuais e a geração mais jovem, que não partilha a visão reacionária dos talibãs. Tememos que os/as nossa companheiros/as e outras lutadores pela liberdade serão massacrados/as ante os nossos olhos, como aconteceu no início do regime islâmico no Irão. O mundo observou, sem fechar os olhos, ao assassinato da oposição à Republica islâmica.

Os talibãs divulgaram que o Irão e a Rússia acordaram com a instauração de um estado islâmico no Afeganistão. O Irão recebeu uma delegação talibã de alto nível no dia 7 de julho, e os talibãs apoderaram-se se várias passagens fronteiriças entre o Irão e o Afeganistão a 9 de julho sem quaisquer confrontos com as forças do Irão. Apesar da atual crise, os países que acolheram refugiados afegãos não pararam os processos de deportação. Só a Alemanha devolveu 27 refugiados ao Afeganistão, na terça-feira, 7 de julho. Os governos mundiais parecem estar decididos a deixar o povo afegão sofrer debaixo do governo talibã ou a serem escravos dos seus próprios fins imperialistas e capitalistas. Desde modo, não há dúvida de que quando os talibãs tomem o poder, prenderão e executarão muitos ativistas sociais.

O anarquismo no Afeganistão é muito recente e as nossas forças muito pequenas. No entanto, estamos a pensar em diferentes maneiras de resistir ao avanço talibã porque existe uma, ainda que pequena, potencialidade revolucionária para uma sociedade livre, autónoma e democrática no Afeganistão que deve ser defendida. Infelizmente vão existir planos globais e desumanos para bloquear qualquer actividade eficaz nesse sentido.

Alguns dos nossos companheiros no Afeganistão estão a preparar-se para uma imigração ilegal, mas vão enfrentar controlos de estrada e não poderão escapar da crise. Agora que tudo está a terminar e quando os talibãs estão prestes a tomar o poder, o perigo para as vidas dos/das anarquistas está no seu nível máximo.

Neste momento, devemos coordenar os nossos esforços em encontrar um caminho para que deixem o país. Isto será possível através de uma cooperação económica que lhe permita chegar aos países vizinhos, legalmente ou por rotas de contrabando nas fronteiras, ou através de relações formais e informações no sentido de conseguirem asilo em países seguros.

Os/as companheiros/as anarquistas de fora do Afeganistão podem também enviar pedidos de imigração para os nossos companheiros/as, às embaixadas que ainda continuem em funções, antes que os talibãs possam estabelecer de maneira total o seu governo e as suas próprias agências de segurança e espionagem.

Por outro lado, como resultado de mais de 40 anos de guerra no Afeganistão, e especialmente a recente guerra contra os talibãs, muita gente necessita de ajuda económica porque foi deslocada internamente ou perdeu o seu trabalho devido à guerra e à situação de conflito. Neste sentido, qualquer ajuda económica seria muito eficaz e necessária para os militantes anarquistas afegãos.

aqui: https://asranarshism.com/donation/

Sites anarquistas e anarco-sindicalistas do Afeganistão, Irão e Paquistão.

Federação Anarquista Era (Afeganistao e Irão).

Web: www.asranarshism.com

Conta de Twitter: https://twitter.com/asranarshism

Conta de Instagram: https://www.instagram.com/asranarshism/

Conta de Facebook: https://www.facebook.com/asranarshism

Workers Solidarity Federation-IWA (Seccção paquiistanesa da AIT).

Web: www.wsipakistan.pk

Conta de Twitter: https://twitter.com/workerssolidar1

Conta de Facebook: https://www.facebook.com/WsiPK/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s