saúde

«Não me deixe morrer, eu quero viver» diz doente com hepatite C a Paulo Macedo.


plataforma

Os doentes portugueses e espanhóis portadores de hepatite C acusam os governos dos dois países de os estarem a deixar morrer sem medicamentação. A luta trava-se já na rua. Em Espanha milhares de pessoas têm demonstrado, em várias manifestações, a hipocrisia governamental. Em Portugal esse movimento tem vindo também a crescer exigindo medidas eficazes no tratamento dos doentes e recusando uma leitura economicista da saúde.

«Não me deixe morrer, eu quero viver», gritou hoje José Carlos Saldanha, doente que aguarda tratamento contra a hepatite C, ao dirigir-se ao ministro da Saúde, durante uma audição que decorre na Comissão Parlamentar da Saúde.

A Plataforma Hepatite C manifestou-se hoje em frente ao parlamento. A Plataforma exige ao Ministério da Saúde que trate até ao final do ano as 5.000 pessoas mais doentes e em maior risco de progressão para doença grave.

(mais…)