turismo

“Fascínio”, o último documentário do colectivo Left Hand Rotation é dedicado ao turismo massificado de Sintra


FASCÍNIO from Left Hand Rotation on Vimeo.

Desde o coletivo Left Hand Rotation (baseado em Lisboa) enviamos o
nosso último documentário, “FASCÍNIO” (2018).

Sintra: 30.000 habitantes. Mais de 3 milhões de turistas por ano.

Fascinados pelo final do mundo conhecido, pelos segredos escondidos nos
subterrâneos, uma multidão aproxima-se de Sintra. Os rastos das suas
vivências inundam um destino prestes a colapsar e colocam-nos perante o
dilema. Continuar a gerir a demora do inevitável? Ou penetrar na serra?

Quem acreditar no seu mistério, encontrará na novidade do que é muito
antigo, caminhos esquecidos, a fuga ao eterno retorno.

FASCÍNIO, uma longa metragem documental do colectivo Left Hand Rotation
(http://www.lefthandrotaton.com), produzida pela Criaatividade Cósmica
para o Festival Aura.

Obrigado

Coletivo Left Hand Rotation
www.lefthandrotation.com
www.museodelosdesplazados.com

MANIFESTO ANTI-TURÍSTICO


transferir

Odeio as viagens e os exploradores.
E aqui estou eu disposto a relatar as minhas expedições.
Mas quanto tempo para me decidir! Quinze anos passaram
desde a data em que deixei o Brasil pela última vez
e, durante estes anos, muitas vezes acalentei o projecto
de começar este livro; de todas as vezes fui detido
por uma espécie de vergonha e repulsa.

Claude Levi-Strauss, Tristes Trópicos, ed. port. de 1981.

Por JOAQUIM PALMINHA SILVA (*)

O Homem moderno tornou-se tonto, porque de tudo se queixa, inclusive dos próprios acidentes fúteis da vida. Alguém lhe meteu na cabeça que poderia viver sem estar sempre exposto a experiências traumáticas, que não deveria sentir uma terrível insegurança (económica e outra), que jamais seria obrigado a habitar em enormes torres de apartamentos, construídas em bairros de cidades superpovoadas, onde toda a gente se empurra e pisa. A ansiedade do Homem moderno, que virou consumista, tornou-se intolerável, às vezes é tratada psiquiatricamente, outras vezes é agressiva para os outros, outras ainda é suicidária.

(mais…)

(vídeo) Terramotourism: um documentário sobre o turismo que está a destruir Lisboa.


.

Após 3 anos de recolha de imagens na cidade de Lisboa e sobre o processo de turistificação que está a acontecer na cidade está finalmente pronto o documentário-denúncia do turismo que destrói Lisboa como um outro grande sismo.

Sobre o projeto:

A 1 de novembro de 1755 um terramoto destruiu a cidade de Lisboa. O seu impacto foi tal que deslocou o homem do centro da criação. As suas ruínas legitimaram o despotismo esclarecido.

Lisboa hoje treme novamente, abalada por um sismo turístico que transforma a cidade a velocidade de cruzeiro. O seu impacto desloca o morador do centro da cidade. Que novos absolutismos encontrarão aqui o seu álibi?

Enquanto o direito à cidade derruba-se, afogado pelo discurso da identidade e do autêntico, a cidade range anunciando o seu colapso e a urgência de uma nova maneira de olhar-nos, de reagir a uma transformação, desta vez previsível, que o desespero do capitalismo finge inevitável.

Left Hand Rotation é um coletivo estabelecido em Lisboa desde 2011.

Terremotourism é um retrato subjetivo de uma cidade e a sua transformação ao longo dos últimos 6 anos.

Coletivo Left Hand Rotation
www.lefthandrotation.com
www.museodelosdesplazados.com

link do vídeo: https://vimeo.com/191797954

unnamed

“Terramotourism”- as consequências negativas do turismo em Lisboa


Olá amigxs do Portal Anarquista, desde o colectivo Left Hand Rotation.

Cá enviamos o teaser do documentario “TERRAMOTOURISM” sobre as consequências da turistificaçao e chegada masiva de turistas na cidade de Lisboa

Tambem podem-se descarregar os cartazes da intervençao nas ruas de Lisboa “TERRAMOTOURISM: Instruções de emergência em caso de tranformação urbana produzida por sismo turístico” no link http://lefthandrotation.blogspot.pt/2014/03/terremotourism-instrucciones-de.html

Muito obrigado

Colectivo Left Hand Rotation
www.lefthandrotation.com

01