(memória libertária) A manifestação do 1º de Maio de 2011 em Setúbal


Portugal

Há 5 anos, numa manifestação pacífica, numa das muitas manifestações do 1º de Maio que por todo o país aconteceram, cerca de 200 pessoas, anarquistas e anti-autoritários, foram intersectados pela polícia para identificação dos “responsáveis”. Como não existiam representantes, e perante a natural repulsa e reação de um dos manifestantes, a polícia atirou a pouca distância balas de borracha, agredindo violentamente, atirando balas reais para as árvores, gás lacrimogéneo, perseguindo depois durante horas os muito feridos. As pessoas ficaram em estado de choque, indefesas, perante tanta violência e ódio por parte da polícia. A mensagem era bem clara! O terrorismo de estado no seu melhor….

(mais…)

Agosto de 1944: os anarquistas que libertaram Paris


saudação

Nesta imagem podemos ver um soldado espanhol fazendo a saudação da CNT (simbolizando a solidariedade operária e o apoio mútuo) no momento da libertação de Paris, a 24 de Agosto de 1944. Os primeiros soldados a entrarem em Paris eram espanhóis e, na sua maioria, anarquistas e anarcosindicalistas. A história não os refere por isso mesmo: eram anarquistas, espanhóis, e lutaram durante décadas contra o fascismo. Em França e na Península Ibérica.

No dia 24 de Agosto de 1944, um grupo de veículos blindados e três tanques entram inesperadamente na capital francesa. Os parisienses julgam, de início, que fazem parte das tropas alemãs instaladas na cidade; depois reparam que não, que vestem uniformes do exército dos Estados Unidos e que são a vanguarda das tropas que devolverão a liberdade a Paris e, por conseguinte, a toda a França.

(mais…)

(Frankfurt) Relato sobre o X Congresso da Internacional de Federações Anarquistas


flyerXCongresoIFA-2016

Relato de um participante português no X Congresso Internacional das Federações Anarquistas, que decorreu no início de Agosto em Frankfurt, Alemanha, escrito propositadamente para o Portal Anarquista.

*

Realizou-se de 4 a 7 de Agosto, na cidade de Frankfurt, o X Congresso da Internacional das Federações Anarquistas (IFA). Esta Internacional, fundada em Carrara em 1968, agrupa organizações formais com uma perspectiva federalista, reunindo-se em congresso, em princípio, a cada 4 anos. O último tinha sido feito durante o muito concorrido Encontro Internacional do Anarquismo, realizado em St. Imier (estado suíço) em 2012, e que celebrou os 140 anos da fundação, por Bakunine, Guillaume, Malatesta e outros, da Internacional de St. Imier, após a expulsão dos anarquistas da AIT no Congresso de Haia.

(mais…)

(memória libertária) Recordando o assassinato de Sacco e Vanzetti


BNP_N61_CX43360

Primeira página do Boston Advertiser, de 11 de Agosto de 1927, noticiando uma manifestação contra a execução de Sacco e Vanzetti. Do espólio de Manuel Joaquim de Sousa, antigo secretário-geral da CGT anarco-sindicalista. (aqui)

*

No dia 23 de Agosto de 1927  foram executados nos Estados Unidos os anarquistas Sacco e Vanzetti. Esta carta foi escrita por Nicolás Sacco ao seu filho Dante cinco dias antes de ser executado por um “crime” de que estava inocente. O seu único crime – e o de Bartolomeo Vanzetti – era o de serem operários anarquistas e lutarem pelo fim da exploração e da opressão.

(mais…)

Chamada para Semana Internacional pelos Presos Anarquistas | 23 a 30 agosto de 2016


cruz negra

No verão de 2013, membros de vários grupos da Cruz Negra Anarquista (CNA) discutiram a necessidade de um Dia Internacional pelos Presos Anarquistas, visto que já existem datas estabelecidas – como o Dia dos Direitos dos Presos Políticos ou o Dia da Justiça – sendo importante destacar as histórias de nossos companheiros também.

Muitos anarquistas presos nunca serão reconhecidos como “presos políticos” pelas organizações formais de Direitos Humanos, porque seu senso de justiça social é estritamente limitado às leis capitalistas, que são projetadas para defender o Estado e impedir qualquer mudança social real; ao mesmo tempo, inclusive dentro de nossas comunidades individuais, sabemos muito pouco sobre a repressão que existe em outros países, para não mencionar os nomes e os casos de m uitos de nossos companheiros presos.

É por isso que decidimos introduzir uma Semana Anual para os Presos Anarquistas, de 23 a 30 de agosto de 2016. Escolhemos o 23 de agosto como ponto de partida, porque nesse mesmo dia, em 1927, os anarquistas italianos Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti foram executados na prisão. Foram condenados pelo assassinato de dois homens, durante um assalto à mão armada em uma fábrica de sapatos em South Braintree, Massachusetts. As prisões foram parte de uma campanha mais ampla antirradicais liderada pelo governo dos EUA. As provas do Estado contra os dois foram quase que completamente inexistentes e muitas pessoas até hoje acreditam que eles foram punidos por suas fortes crenças anarquistas.

Dada a natureza e a diversidade dos grupos anarquistas em todo o mundo, propomos uma semana de ação comum, em vez de uma única campanha em um dia específico, tornando mais fácil para os grupos poder organizar um evento dentro deste período.

Por isso, chamamos a todos para divulgar a Semana Internacional dos Presos Anarquistas entre outros grupos e comunidades, bem como a pensar sobre a organização de eventos em sua cidade ou região. As atividades podem variar em rodas de informações, projeções de filmes, concertos de solidariedade até ações diretas. Deixe sua imaginação correr livre.

Até que todos estejam livres!

325 (Grupo anarquista de contrainformação); CNA Bielorússia; CNA Brighton; CNA Bristol; CNA Cardiff; CNA Finlândia; CNA Kiev; CNA República Tcheca; CNA Letônia; CNA Leeds; CNA Londres; CNA México; CNA Moscou; Nizhny Novgorod (Grupo Antirrepressão); CNA São Petersburgo.

via agência de notícias anarquistas-ana

ACAMPAMENTO ECO-LIBERTÁRIO TRANSFRONTEIRIÇO, Rio de Onor, Bragança (Parque de Campismo), 2,3 e 4 de Setembro 2016


eco-libertário

…/ do Programa Prévio constará:
– Introdução à história da aldeia e ao passado e presente da vida comunitária local (modo de produção comunitário, assembleias do povo, cultura comunitária,…), encontros com actuais e antigos habitantes
-HISTÓRIA e ESTÓRIAS de Rio de Honor e zona envolvente durante a Guerra Civil de Espanha e a Revolução espanhola , na parte portuguesa e na parte espanhola
-TRILHA PEDESTRE através e em volta das duas aldeias (de preferência numa manhã…)
-DEBATE : situação das sensibilidades e movimentações libertárias actuais dos dois lados da fronteira (c/apresentação das pessoas e colectivos presentes) PERSPECTIVAS ANTI-CAPITALISTAS
-DEBATE : movimentos populares e ecologia social libertária – como se complementam?
-Atelier de reconhecimento e utilização de plantas silvestres comestíveis e medicinais,(uma manhã)
-Bancas de literatura /informação libertária,(durante todo o tempo do acampamento)
-Banhos no rio
-Canto Libertário de hoje e de sempre

…/ pela organização prévia do acampamento/encontro
TERRA VIVA! Assoc. Ecologia Social e do SOV Porto /AIT-SP

Contacta para sovaitporto@gmail.com

aqui